Acesso Restrito

Suporte ao cliente 48 3333 3833


Empresas têm até 29 de junho para entregar o Sped Contábil. Descumprimento do prazo implica em multa de R$ 5 mil por mês

21/06/2012

Prazo SPED Contábil

Empresas têm até 29 de junho para entregar o Sped Contábil. Descumprimento do prazo implica em multa de R$ 5 mil por mês

O prazo de entrega da Escrituração Contábil Digital (ECD Contábil) para as empresas sujeitas à tributação do Imposto de Renda com base no Lucro Real, referente ao ano-calendário 2011, termina no dia 29 de junho às 23h59min. Aqueles que deixarem de entregar o documento no prazo estipulado terão que pagar multa de R$ 5 mil por mês de atraso ou fração de mês.

Edino Garcia, tributarista da IOB Folhamatic, explica que, se o Sped Contábil for entregue em julho, independentemente do dia, a multa será de R$ 5 mil. “O valor é mantido do primeiro dia até o último dia de julho. Iniciado o mês de agosto, a multa passa para R$ 10 mil, em setembro R$ 15 mil, e assim sucessivamente”, alerta.

O tributarista lembra ainda que a ECD Contábil é a substituição da escrituração em papel pela forma digital. “A escrituração corresponde à transmissão, por meio do programa ReceitaNet, dos livros diário e razão, assim como seus auxiliares, se houver, além de balancetes diários e de fichas de lançamento comprobatórias dos assentamentos”, completa.

As regras de obrigatoriedade da entrega do documento não levam em consideração se a sociedade empresária teve ou não movimento no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano passado. “Sem movimento não quer dizer que não tenha tido fato contábil. Normalmente ocorrem eventos como depreciação, incidência de tributos, pagamento de aluguel, pagamento do contador, pagamento de luz, custo com o cumprimento de obrigações acessórias, como apresentação da Declaração de Créditos e Débitos Tributários Federais (DCTF) e Declaração de Informações Econômico-fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ), entre outras, o que obriga a prestação de contas do Sped Contábil”, ressalta Garcia.

Nos casos de extinção, cisão parcial, cisão total, fusão ou incorporação, a ECD deverá ser entregue pelas pessoas jurídicas extintas, cindidas, fusionadas, incorporadas e incorporadoras até o último dia útil do mês subsequente ao do evento. Este fato não será aplicado no caso de incorporação quanto a incorporadora e incorporada, estejam sob o mesmo controle societário desde o ano-calendário anterior ao do evento. “É importante ressaltar que as sociedades simples e as microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional estão dispensadas desta obrigação”, finaliza o tributarista.

Fonte: http://www.noticenter.com.br/noticia/?COD_NOTICIA=17406&COD_CADERNO=15